segunda-feira, 29 de Maio de 2017

 
Envelhecimento  Saúde Mental  

Saúde Mental e Adultos mais velhos






“Saúde Mental e Adultos mais velhos” é o tema deste ano do Dia Mundial da Saúde Mental, a 10 de Outubro. Neste dia, a ENCONTRAR+SE promove uma sessão comemorativa da data e do seu 7º aniversário, no Pólo da Foz da Universidade Católica, no Porto, pelas 10h, e que será presidida por Fernando Leal da Costa, Secretário de Estado-Adjunto do Ministro da Saúde, avança comunicado de imprensa.

Mais de 800 milhões de pessoas têm 60 ou mais anos e as projecções indicam que este número irá atingir cerca de dois mil milhões em 2050, segundo refere a Federação Mundial da Saúde Mental que, para o Dia Mundial da Saúde Mental deste ano, escolheu o tema “Saúde Mental e Adultos mais velhos”.

Em Portugal, a ENCONTRAR+SE – Associação para a Promoção da Saúde Mental -promove um conjunto de actividades, destacando-se no dia 10, pelas 10h, no Pólo da Universidade Católica, no Porto, uma sessão comemorativa da data e do seu 7º aniversário, presidida por Fernando Leal da Costa, Secretário de Estado-Adjunto do Ministro da Saúde, e que conta ainda com a presença de Álvaro de Carvalho, Coordenador Nacional para a Saúde Mental.


Pobreza, isolamento social, perda de independência, solidão, luto, deficiência física e até exposição a maus-tratos fazem parte de uma multiplicidade de factores sociais, demográficos, psicológicos e biológicos que contribuem para o desenvolvimento de doença mental, sendo particularmente pertinentes entre os mais velhos. Ora, a tendência para o envelhecimento da população torna essencial olhar e compreender os desafios que representa em termos individuais e sociais.

De acordo com Filipa Palha, presidente da ENCONTRAR+SE, “a velhice não é doença, pelo que devemos começar por criar condições para que não seja vivida e olhada desta forma. Também não devemos descuidar o facto de haver uma série de problemas de saúde física e mental mais prevalentes nesta idade, exigindo que se desenvolvam respostas adequadas”.

A demência é um dos problemas de saúde mental a ter em consideração entre os mais velhos. Um relatório da Organização Mundial de Saúde e da Associação Internacional da Doença de Alzheimer, aponta para 35,6 milhões de pessoas a viver com este problema que deverá duplicar a cada 20 anos.

Depressão e abuso de substâncias são outros dos problemas comuns entre os adultos mais velhos. Segundo dados de 2010 do Institute of Health Metrics and Evaluation (IHME), a depressão implica acima dos 60 anos 9,17 milhões de anos de vida perdidos por incapacidade.

Por seu lado, o abuso de substâncias, considerado muitas vezes como um problema dos mais jovens, deverá duplicar entre 2001 e 2020 na população europeia mais idosa. Dados do IHME apontam para 1,5 milhões de anos perdidos por incapacidade entre os seniores devido a problemas de alcoolismo e 338 mil anos devido a outras substâncias.

Em termos nacionais, “um dos problemas que temos é a falta de respostas para pessoas em processos demenciais” refere Filipa Palha. “Devemos implementar respostas que promovam o envelhecimento activo e a prevenção de problemas de saúde mental. E, nas situações em que existem problemas de saúde mental, disponibilizar respostas adequadas”, acrescenta.

Neste campo enquadram-se projectos como o “Felicidário”, iniciado este ano pela ENCONTRAR+SE, e que tem por objectivo promover um olhar positivo da vida durante a fase de envelhecimento, através da partilha de experiência e envolvimento em actividades.

“A promoção da qualidade de vida na população sénior não se deverá esgotar na prestação de cuidados básicos de qualidade, mas deverá promover a adopção de uma postura activa na construção desta fase da vida que inclua a valorização dos recursos e potencial, mesmo para além das possíveis dificuldades e limitações”, explica a presidente da ENCONTRAR+SE.

No âmbito das Comemorações do Dia Mundial da Saúde Mental serão ainda promovidos diversos workshops, conferências, mesas redondas nos dias 10, 11 e 12 de Outubro, bem como o Encontro do Porto Sobre Promoção da Saúde Mental em Jovens, no dia 21 de Outubro.



Referências

  1. Encontro do Porto Sobre Promoção da Saúde Mental em Jovens, no dia 21 de Outubro